Reinos do Sikkim e do Butão

Reinos do Sikkim e do Butão

15 Dias / 12 Noites


Desde 3,475 €

+ 426.58 € (Supl. e Taxas)


Itinerário
Itinerário



1º Dia Portugal / Calcutá
2º Dia Calcutá
3º Dia Calcutá / Bagdogra / Darjeeling
4º Dia Darjeeling
5º Dia Darjeeling / Rumtek / Gangtok
6º Dia Gangtok / Kalimpong
7º Dia Kalimpong / Phuntsoling
8º Dia Phuntsoling / Thimpu
9º Dia Thimpu
10º Dia Thimpu / Punakha 
11º Dia Punakha / Paro
12º Dia Paro
13º Dia Paro / Calcutá
14º Dia Calcutá/ Portugal
15º Dia Portugal
 

 

 

1º Dia Portugal / Calcutá
Comparência no aeroporto 180 minutos antes da partida. Formalidades de embarque e partida em voo com destino a Calcutá, via uma cidade de ligação. Noite a bordo.


2º Dia Calcutá
Assistência à chegada e transporte ao hotel. Passeio por Calcutá, a cidade mais populosa da Índia e capital de Bengala. Visita ao Victoria Memorial, que é provavelmente o mais impressionante vestígio arquitetónico da época do Raj e ao Templo de Kali. Ao lado do templo, situa-se o hospital de Madre Teresa e a ponte Howrah sobre o rio Hoohglyu e pela qual passam mais de 2 milhões de pessoas por dia. De seguida, tempo para relaxar nos Jardins do Éden, nas margens do rio Hooghly, com o seu famoso pagode trazido de Myanmar em 1856. Alojamento.


3º Dia Calcutá / Bagdogra / Darjeeling
Em hora a combinar localmente, transporte ao aeroporto de Calcutá. Formalidades de embarque e partida em voo com destino a Bagdogra. Assistência à chegada e transporte para Darjeeling. Alojamento.


4º Dia Darjeeling
Ao amanhecer, visita a Tiger Hill (sujeito a céu limpo), para ver o Kanchenjunga, um dos picos mais famosos dos Himalaias. No regresso, visita ao Ghoom Monastery, o mais sagrado em Darjeeling e onde se venera o grande Buda de Maitreya. Tempo ainda para visita ao Templo Japonês, ao Pagode da Paz e ao Centro Tibetano de Refugiados. Alojamento.


5º Dia Darjeeling / Rumtek / Gangtok
Após o pequeno-almoço, partida para Gangtok, visitando pelo caminho o Mosteiro Rumtek, formado por um complexo de edifícios onde se destaca a sala de orações, decorada com murais e thangkas tibetanas e é o local de residência da autoridade máxima da ordem Kagyupa do budismo tibetano. Continuação para Gangtok com visita ao Miradouro de Tashi e ao Museu Tibetano. Segue-se o Centro de Artesanato, o Mosteiro Enchey, que abriga cerca de 200 monges e por fim passeio pelo colorido mercado local. Alojamento.


6º Dia Gangtok / Kalimpong
Após o pequeno-almoço, partida para Kalimpong. Visita a um horto de flores exóticas, ao Mosteiro Zan Dhok Parli, de onde é possível desfrutar de fantásticas vistas panorâmicas da cidade, ao Mosteiro Tharpa Choling e ao Thongsa Gompa, o mais antigo da cidade. Alojamento.


7º Dia Kalimpong / Phuntsoling
Após o pequeno-almoço, partida de carro em direção ao Butão.  Formalidades alfandegárias e continuação em direção a Phuntsoling, uma cidade próspera e centro comercial que se conecta com a extremidade norte das planícies indianas. Localizada no sopé dos Himalaias, constitui uma fascinante mistura entre a cultura indiana e butanesa, um exemplo perfeito da combinação harmoniosa de seu povo e tradições. Visita ao Templo de Zangtho Pelri Lhakhang, construído no centro de Phuntsoling, que representa o paraíso do Guru Rinpoche. De seguida, passeio pela área do mercado. Alojamento.


8º Dia Phuntsoling / Thimpu
Após o pequeno-almoço, visita ao mosteiro Kharbandi Gompa. Contém pinturas que descrevem cenas da vida de Buda, bem como estátuas de Shabdrung Ngawang Namgyal e Guru Rinpoche. Do próprio mosteiro, há vistas esplêndidas da cidade de Phuentsholing, das planícies de Bengala Ocidental e suas plantações de chá. Continuação para Thimphu. A viagem proporciona fantásticas vistas panorâmicas da paisagem do Butão. De tarde, passeio a pé pelo mercado local. De seguida, visita a Buda Point (Kuenselphodrang), a maior estátua de Buda no Butão. Alojamento.


9º Dia Thimpu
Após o pequeno-almoço, visita à biblioteca Nacional, que preserva uma vasta coleção de antigos textos e manuscritos budistas, alguns deles com mais de cem anos, bem como outra coleção de livros sobre a cultura e religião dos Himalaias. Segue-se o Instituto de Zorig Chusum e o Museu Têxtil, inaugurado em 2001, sendo um testemunho fascinante das tradições vivas do Butão. De tarde, visita ao Memorial Chorten, mandado erguer pelo terceiro rei do Butão, Sua Majestade Jigme Dorji Wangchuk, em comemoração à paz e prosperidade no mundo. De seguida, visita a Trashichhoedzong, um impressionante mosteiro-fortaleza que abriga o Secretário de Estado, a sala do trono de Sua Majestade e vários escritórios do governo. Segue-se visita a um Centro de Artesanato e ao bazar de artesanato local. Alojamento.


10º Dia Thimpu / Punakha 
Após o pequeno-almoço, saída para Punakha, passando por Dochu-la, a 3088 metros de altitude. Breve paragem para visitar ao templo decorado com inúmeras bandeiras de orações. Em dias claros é possível avistar 7 picos dos Himalaias com altitude acima dos 7000 metros. Em caminho visita ao templo Chimi Lakhang, dedicado ao Lama Drukpa Kuenley e também conhecido como o templo da fertilidade. Após o almoço, visita de Punakha, capital do Butão até 1955 e ainda residência de Inverno do chefe supremo budista. Pela sua localização a baixa altitude e entre 2 rios, Punakha é o vale mais fértil do país. O Dzong foi construído em 1637 por Shabdrung Ngawang Namgyal como centro religioso e administrativo da região. Após uma recente reconstrução, este é o Dzong mais bem conservado e mais bonito do país. Jantar e alojamento.


11º Dia Punakha / Paro
Após o pequeno-almoço, visita ao mosteiro de Sangchhen Dorji Lhuendrup Lhakhang, localizado no meio dum pinhal e com vistas para o vale de Punhakha e Wangduephodrang. O templo alberga uma estátua de bronze de Avalokiteshvara com 5 metros de altura. Em seguida visita ao Dzong de Simtokha, também conhecido como a “Fortaleza das Jóias Abandonadas”, pela qualidade do trabalho em madeira na sua torre central. Foi construído em 1627 pelo que é o mais antigo do Butão e alberga actualmente o Instituto de Estudos da Língua e Cultura. Após o almoço, visita ao famoso Ta Dzong, construído no século XVII como torre de vigia e que actualmente funciona como Museu Nacional. Por fim, visita ao Dzong de Paro, também conhecido como Rinpung Dzong, construído em 1645, para defender o vale das invasões tibetanas, sendo hoje um mosteiro. Jantar e alojamento.


12º Dia Paro
De manhã, visita ao célebre e mágico mosteiro de Taktsang (ninho do Tigre), construído numa saliência de uma parede vertical de granito, 900 metros acima do vale de Paro. O seu nome advém de uma lenda, em que Guru Rinpoche, voou através das montanhas até este local, montado num tigre. Ao encontrar uma gruta, meditou durante 3 meses e converteu a população do vale, ao budismo. Após o almoço, visita ao Mosteiro de Kyichu Lhakhang, um dos mais antigos do país, reflectindo a introdução do Budismo no Butão. Jantar e alojamento.


13º Dia Paro / Calcutá
Após o pequeno-almoço, transporte ao aeroporto e partida para Calcutá. Assistência à chegada e transporte ao hotel. Alojamento.


14º Dia Calcutá/ Portugal
Após o pequeno-almoço, transporte ao aeroporto e partida para Portugal via uma cidade de ligação. Noite a bordo.


15º Dia Portugal
Chegada e fim da viagem.

 



Inclui no Preço Base

  • Passagem aérea, em classe económica de acordo com o itinerário
  • Transporte dos Aeroportos aos Hotéis e Vice-versa
  • Alojamento nos hotéis indicados ou similares, em regime de pequeno-almoço
  • 11 Almoços e 10 Jantares
  • Visitas referidas no itinerário, em regular, com guia local em espanhol
  • Taxas hoteleiras e Iva
  • Assistência 24 horas em caso de emergência
  • Seguro Multiviagens

Não Inclui no Preço Base

  • Extras de carácter pessoal
  • Visitas opcionais
  • Taxa de aeroporto, segurança e de combustível
  • Visto da India
  • Visto do Butão (a tratar pela Quadrante com pelo menos 30 dias de antecedência e com custo de 50 euros)