Encantos da Birmânia

Encantos da Birmânia

15 Dias / 12 Noites


Desde 2,350 €

+ 417.94 € (Supl. e Taxas)


Itinerário
Itinerário



1º Dia Portugal / Yangon

2º Dia Yangon

3º Dia Yangon / Nyaung U / Bagan

4º Dia Bagan

5º Dia Bagan / Monte Popa / Mandalay

6º Dia Mandalay / Mingún / Mandalay

7º Dia Mandalay / Amarapura / Ava / Mandalay

8º Dia Mandalay / Heho / Pindaya / Kalaw

9º Dia Kalaw / Nyaung Shwe / Lago Inle

10º Dia Lago Inle / Indein / Lago Inle

11º Dia Lago Inle / Sagar / Phekhon / Loikaw

12º Dia Loikaw / Pan Pad / Loikaw

13º Dia Loikaw / Yangon

14º Dia Yangon / Portugal

15º Dia Portugal

1º Dia Portugal / Yangon

Comparência no aeroporto 180 minutos antes da partida. Formalidades de embarque e partida em voo com destino a Yangon, via uma cidade de ligação. Noite a bordo.

 

2º Dia Yangon

Assistência à chegada e transporte ao hotel. Resto do dia livre para descansar da viagem. Alojamento.

 

3º Dia Yangon / Nyaung U / Bagan

Após o pequeno-almoço, transporte ao aeroporto e partida para Nyaung U. Assistência à chegada e partida para Bagan. A visita começa com uma subida até um Templo desde onde se obtêm uma vista panorâmica sobre toda a zona arqueológica. Passagem pelo colorido mercado local de Nyaung U, que concentra gente das aldeias vizinhas que vêm até ali vender e comprar variadíssimos produtos. Após a visita ao mercado será feita uma paragem para degustar um chá. Segue-se a visita ao templo Bu Le Thi, de onde se podem desfrutar dumas vistas deslumbrantes das planícies envolventes. Seguem-se as visitas ao Templo de Ananda, considerado a obra-mestra da arquitetura Mon do século XVIII e ao Templo de Dhamayangyi, construído em tijolo avermelhado, maciço e de forma piramidal. Após o almoço em restaurante local, transporte ao hotel e tempo livre para descansar. À tarde, saída para um passeio de carroça com passagem no Pagode de Shwezigon, mandado construir pelo rei Anawrahta, no século XI. Regresso ao hotel. Alojamento.

 

4º Dia Bagan

Após o pequeno-almoço, saída a pé aos templos de Payathonzu, Lemyentha e Nandamannya. Visita a uma fábrica de lacado, típico da zona de Bagan, onde se pode aprender sobre o processo de fabrico. Visita à aldeia de Myinkaba e ao templo Gubyaukgyi, também conhecido como “templo da caverna” famosos pelos seus murais de jataka e pelos baixos-relevos do exterior. Visita ainda aos Templos de Manuha e el Nan Paya, para apreciar as suas belas esculturas de Buda. Regresso ao hotel. Ao final do dia, saída de barco para um pequeno cruzeiro no rio Irrawaddy para observar o estilo de vida dos pescadores e das comunidades das margens do rio. Vista dos templos de Bagan numa perspectiva única e diferente. Regresso ao hotel. Alojamento.

 

5º Dia Bagan / Monte Popa / Mandalay

Após o pequeno-almoço, partida para Mandalay, última capital do Reino da Birmânia. Pelo caminho, paragem no Monte Popa, um antigo vulcão extinto em cujo cume está o Templo Taunk Kalat, dedicado aos espíritos animistas. Ainda pelo caminho, paragem numa plantação de palmeiras, para observar e aprender sobre o processo de fabricação de açúcar e bagaço de palma. Retorno ao hotel e alojamento.

 

6º Dia Mandalay / Mingún / Mandalay

Após o pequeno-almoço, transporte ao porto e partida de barco até à cidade de Mingún, pelo rio Ayeyarwaddy, permitindo observar a vida local existente nas suas margens. Após chegada, visita ao majestoso e inacabado Pagode Pahtodawgyi, bem como ao seu imenso sino de mais de 90 toneladas, e o curioso Pagode Myatheindan, que representa o Monte Meru (montanha mítica e sagrada para budistas). Regresso a Mandalay e visita, da parte da tarde, ao Templo Mahamuni, o centro da vida religiosa da cidade. De seguida, visita ao belo mosteiro de madeira de Shwenadaw e o Pagode Kuthodaw, que abriga o maior livro do mundo, esculpido em mármore. Para finalizar o dia, oportunidade de apreciar as paisagens espetaculares e o pôr do sol no monte Mandalay. Regresso ao hotel e alojamento.

 

7º Dia Mandalay / Amarapura / Ava / Mandalay

Após pequeno-almoço, visita à Ponte U-Bein Teak, com mais de 200 anos e localizada na antiga capital de Amarapura. Segue-se o Mosteiro de Mahagandayon, com a oportunidade de observar a emocionante experiência de testemunhar o quotidiano dos mais de 1.000 monges que habitam o complexo e mais tarde partida para Ava, outra antiga capital de Myanmar, viagem essa que será feita de barco. Visita em carroça, ao Mosteiro Bargayar, famoso pelas suas gravuras em madeira e ao Mosteiro Maenu Okkyaung (também conhecido como Maha Aungmye Bozan), construído com tijolos e estuque. Regresso a Mandalay e alojamento.

 

8º Dia Mandalay / Heho / Pindaya / Kalaw

Após o pequeno-almoço, transporte ao aeroporto e partida para Heho. Uma vez lá, partida para Pindaya, por uma estrada adornada com colinas pitorescas e campos de vegetais e árvores frutíferas. Serão feitas paragens para observar de perto os arredores coloridos, as mulheres que trabalham no campo vestidas com trajes marcantes que caracterizam as pessoas do estado de Shan e os homens que lavam carros de boi. Na chegada a Pindaya, visita às suas famosas cavernas, que contêm mais de 8000 imagens de Buda, e uma fábrica de papel tradicional de Shan e os guarda-chuvas típicos da região. Transporte ao hotel em Kalaw e alojamento.

 

9º Dia Kalaw / Nyaung Shwe / Lago Inle

Após o pequeno-almoço, partida para Nyaung Shwe nas margens do Lago Inle, conhecido pelos seus remadores (que remam com as pernas). Em caminho, visita ao mosteiro de madeira Shwe Yan Pyay, com telas e estátuas de Buda. Chegada ao porto e partida de barco pelo Lago Inle, descobrindo os típicos jardins flutuantes, os métodos de pesca locais e a vida das aldeias flutuantes. À tarde, as visitas serão ao Pagode Phaungdaw Oo, o principal santuário do lago que contém cinco imagens sagradas de Buda cobertas com folhas de ouro e ao Mosteiro Nga Phe Chaung, com uma coleção de imagens antigas de Buda no estilo Shan. Regresso ao hotel e alojamento.

 

10º Dia Lago Inle / Indein / Lago Inle

Após o pequeno-almoço, saída de barco para visitar um dos mercados locais, onde se pode observar gentes das tribos que descem a colina para vender os seus produtos e para se reunirem entre eles. Continuação da viagem, com passagem na concorrida aldeia de Ywama, a maior do lago e paragem numa das aldeias locais, para visita e almoço em restaurante local. Depois do almoço continuação do passeio de barco em direcção a Indein, situada na costa oeste do Lago. Os locais fabricam pão típico do Estado de Shan e é um lugar ideal para ver a vida das aldeias no Lago. Visita às ruínas do Pagode NyaungOhak, dos séculos XIV e XVIII e ao surpreendente e pouco frequentado complexo de Indein, um conjunto de Pagodes e Estupas, dos séculos XVII e XVIII, que se situa no alto de uma pequena-colina. Regresso ao barco para viagem de regresso ao hotel. Alojamento.

 

11º Dia Lago Inle / Sagar / Phekhon / Loikaw

Após o pequeno-almoço, partida de barco em direção a Phekhon. Pelo caminho paragem na vila de Sagar, com oportunidade de observar a vida quotidiana dos grupos étnicos locais Pa-O, Shan e Intha. Visita ao Pagode Sagar, onde numerosas estupas formam uma vista impressionante. Continuação da viagem de barco até Phekhon, que normalmente não é frequentada pelos viajantes, por isso é preservada no seu estado original. Na chegada a Phekhon, transporte até Loikaw (capital do estado de Kayah, nas colinas de Karen e ao lado do rio Pilu). Uma vez em Loikaw, visita ao Museu Estadual Kayah para aprender mais sobre a cultura e a tradição Kayah (a maioria dos habitantes de Loikaw é da etnia Kayah, também conhecida como Karen) e a uma fábrica de tecidos, onde são produzidos a maioria dos vestidos tradicionais Kayah. À tarde, oportunidade de apreciar a vista panorâmica e o pôr do sol do topo do ponto mais famoso da região, o Taungkwe Zeti, um conjunto de estupas e estradas construídas num majestoso solo cárstico. Regresso ao hotel e alojamento.

 

12º Dia Loikaw / Pan Pad / Loikaw

Após o pequeno-almoço, visita ao principal mercado de Loikaw, o mercado Thirimingalar. Continuação do passeio, com uma viagem de uma hora até às aldeias de Padaung, em Pan Pad. As mulheres Padaung, às vezes conhecidas como "mulheres girafa", usam tradicionalmente vários anéis de latão em volta do pescoço e tornozelos. Começam a colocá-los aos seis ou sete anos de idade e vão adicionando mais argolas ano após ano. O motivo original era assustar potenciais sequestradores. Após uma pequena caminhada, chegada à primeira vila, com oportunidade de ver as mulheres Padaung. De tarde, regresso a Loikaw. Ao longo do caminho, visita a algumas das aldeias para ver Takon Dhaing, mastros dos espíritos Nat. Esses mastros sagrados, ou Kayhto Bo, são encontrados na maioria das aldeias ao redor de Loikaw e são adorados uma vez por ano, no mês de abril. Muitas dessas tribos foram convertidas ao cristianismo (algumas ao budismo), mas ainda mantêm alguns de seus costumes animistas tradicionais. Regressso ao hotel e alojamento.

 

13º Dia Loikaw / Yangon

Após o pequeno-almoço, transporte ao aeroporto e partida para Yangon. Chegada e visita panorâmica da cidade. Visita ao Pagode Chauk Htat Gyi e à colossal figura de Buda Reclinada com mais de 70 metros de largura. Almoço num restaurante local. Durante a tarde, visita ao Mercado de Bogyoke, também conhecido como o mercado dos escoceses, com centenas de tendas com comida, roupa, artesanato e pedras preciosas. A viagem a Myanmar não podia estar completa sem a visita à jóia arquitectónica de Yangon, o complexo do Pagode de Shwedagon, verdadeiro centro de culto e reunião da cidade que dispõe de uma estupa com mais de 100 metros de altura toda banhada a ouro, com mais de 2600 anos. Possibilidade de observar o pôr-do-sol no Pagode. Regresso ao hotel. Alojamento.

 

14º Dia Yangon / Portugal

Após o pequeno-almoço, em hora a combinar localmente, transporte ao aeroporto de Yangon. Formalidades de embarque e partida em voo de regresso a Portugal, via uma cidade de ligação. Noite a bordo.

 

15º Dia Portugal

Chegada e fim da viagem.



Inclui no Preço Base

  • Passagem aérea, em classe económica de acordo com o itinerário
  • Transporte dos Aeroportos aos Hotéis e Vice-versa
  • Alojamento nos hotéis indicados ou similares, em regime de pequeno-almoço
  • 11 Almoços
  • Visitas referidas no itinerário, em Regular, com guia local em espanhol
  • Taxas hoteleiras e Iva
  • Assistência 24 horas em caso de emergência
  • Seguro Multiviagens

Não Inclui no Preço Base

  • Extras de carácter pessoal
  • Visitas opcionais
  • Taxa de aeroporto, segurança e de combustível
  • Imposto de saída de Myanmar (10 Usd, pagos localmente)
  • Visto de Myanmar